Ócio

Parei de ‘colar’ na vida

Já vai fazer um tempo, talvez uns dez anos ou mais, que decidi caminhar de um modo diferente, enxergando a vida com outros olhos.
Era um churrasco na casa dos meus pais, com meus amigos, onde depois de algumas boas cachaças entramos em uma discussão profunda sobre temas, que naquela época, eu era um leigo ( provavelmente continuo sendo, porém um pouco menos ), mas prestava bastante atenção na discussão entre dois amigos dos quais sempre tive e tenho muito respeito e admiração.
    O tema exato eu não me lembro, mas lembro que um desses amigos em algum momento defendia algo que o professor de sua faculdade dizia e o outro interrompeu sua fala, já cansado de contrariar e falou : ‘ Bicho, por que voce não para de escutar seu professor e vai ler um livro ‘ . O silêncio prosperou por alguns segundos, e nesses segundos foi quando entrei na conversa e fiz a seguinte reflexão sobre aquilo ( e que no final mudaria minha vida ) : ‘ Pera aí, quer dizer que ler um livro é mais válido que escutar uma pessoa que compartilha suas experiências ? De onde voce acha que vem o livro? Livros , por mais conceituados que sejam, foram escritos por pessoas, muito provavelmente por pessoas como o professor do nosso amigo aqui ‘ .
    Esse foi o ponto final daquela discussão, voltamos a beber e mudar o papo para alguma das besteiras que era o mais comum naqueles churrascos. Porém aquilo que falei sem querer e sem nunca ter pensado antes, me fez refletir e me faz repensar a cada dia. Na verdade, mudou a minha vida.
    Em momento algum tiraria o valor de um livro, até mesmo porque defendo que a leitura é fundamental e faz falta na vida de muitas pessoas (assim como fez na minha durante muitos anos). Mas  as pessoas que passam por nossas vidas também possuem um valor imensurável e muitas vezes não sabemos valorizar-las. Muitas vezes não sabemos aproveitar e apreciar esse conhecimento alheio. A experiência de vida das pessoas é um prato cheio de informações sobre a prática,e que podemos absorver de uma maneira informal e prazeirosa, como por exemplo através de uma simples conversa de bar ou churrasco.
    Assim que desde aquele dia, acredito e aplico a teoria de que a vida é uma imensa escola. Podemos simplesmente ignorar e não absorver os conhecimentos e experiências alheias, o que seria colar e passar  de ano na escola tradicional, ou podemos observar e absorver aquelas informações e aprimorar o nosso conhecimento pelo simples fato de prestar mais atenção em tudo aquilo que a outra pessoa, ou até mesmo situações do cotidiano, tem a nos oferecer.
    Parei de ‘colar’ na vida…hoje procuro aprender de verdade o que a vida tem a me ensinar, e garanto, assim sou mais feliz e menos amargurado pelo fato de entender mais as coisas. Nem sempre posso aceitar , mas procuro escutar, respeitar e entender…sempre.

Categorias:Ócio, Outros temas

Tagged as:

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s