Uncategorized

Quem sabe?

Poema: “QUEM SABE?”
Astério Sampaio Miranda / Rodolfo Pereira Miranda

Quando tudo isso findar,
quando tudo isso fluir,
quem sabe, voltaremos a amar,
quem sabe, voltaremos a sorrir.

Quando tudo isso ceder,
quando tudo isso acabar,
quem sabe, vou aí te ver,
quem sabe, vou aí te abraçar.

Quando tudo isso partir,
quando tudo isso passar,
quem sabe, festejaremos até cair,
quem sabe, nos beijaremos até cansar.

Quando tudo isso já não mais existir,
voltaremos a viajar e reencontraremos amigos.
Quem sabe nos abraçaremos por prazer
e voltaremos a ser felizes,
Reaprendendo assim a razão do viver
sem perder as raízes.
Quem sabe…?

Categorias:Uncategorized

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s